Casa Verde e Amarela: Novo Programa do Governo Federal substituirá o Minha Casa Minha Vida
parallax background

CASA VERDE E AMARELA: NOVO PROGRAMA DO GOVERNO FEDERAL SUBSTITUIRÁ O MINHA CASA MINHA VIDA

UTILIZAÇÃO DE ESPELHOS COMO ACESSÓRIO PARA TRANSFORMAR AMBIENTES
11 de dezembro de 2020
COZINHA ABERTA OU FECHADA? DESCUBRA QUAL ESTILO COMBINA MAIS COM A SUA CASA
26 de dezembro de 2020

CASA VERDE E AMARELA: NOVO PROGRAMA DO GOVERNO FEDERAL SUBSTITUIRÁ O MINHA CASA MINHA VIDA

Redução da taxa de juros, regularização fundiária e retomada das obras marcam as principais mudanças.

A Casa Verde e Amarela é o novo programa do Governo Federal que irá substituir o então conhecido Minha Casa Minha Vida, mas com regras novas e algumas atualizações.

O programa irá beneficiar mais de 1 milhão e 600 mil famílias ao longo dos próximos anos e vai construir 350 mil novas moradias. Dentro dessa estimativa, alguns critérios foram usados para a escolha das regiões que seriam mais beneficiadas. Norte e o nordeste, por terem maiores taxas de déficit habitacional, receberão a maior quantidade das moradias que serão construídas.  

O primeiro ponto relevante é a redução da taxa de juros: 4.25% nas regiões norte e nordeste, e 4.5% em outras regiões do país, se tornando assim o programa com a menor taxa de juros de financiamento habitacional da história do Brasil. Isso só foi possível, graças a um acordo para redução da remuneração das instituições financeiras responsáveis, o que torna o financiamento mais barato.

A regularização fundiária também é um ponto muito positivo do programa Casa Verde e Amarela: para quem tem imóveis sem projeto aprovado, sem avaliação na prefeitura e sem registro de escritura, poderá ser realizada a regulamentação. Isso facilita a compra e venda por meio de financiamento, oferecendo maior segurança e acesso à casa própria.

Existem aproximadamente 2 milhões de imóveis para serem regularizados no Brasil e além disso, o governo irá bancar reformas de infraestrutura básica como banheiros e cozinhas, promovendo mais dignidade às famílias de até três salários mínimos.  

As divisões por faixas que separam as famílias por renda serão mantidas com pequenas alterações:

  1. Faixa um: o limite de renda era R$ 1.800,00 e passou a ser R$ 2.000,00
  2. Faixa dois: até R$ 4.000,00 de renda
  3. Faixa três: até R$ 7.000,00 de renda

As famílias que se enquadram na faixa 1 podem ter até 100% do imóvel financiado, para o restante a regra geral é financiamento máximo de até 80% do valor do imóvel que corresponde a regra monetária nacional.

O programa também irá retomar as obras paradas dos residenciais referentes à faixa um do Minha Casa Minha Vida, que é onde o proprietário adquire o imóvel por um valor praticamente simbólico, exigindo grande investimento do governo. As pessoas que foram beneficiadas anteriormente e estão inadimplentes, serão chamadas para renegociar a dívida em um valor ainda mais acessível. 

(Visited 57 times, 1 visits today)
Open chat
Powered by